“O Futuro de Portugal está no Mar” – 120 anos da Liga Naval Portuguesa

Na viragem do séc. XIX para o séc. XX viviam-se os anos da “paz armada” que conduziu a uma guerra que transformou a Europa e o mundo num devastador campo de batalha durante cinco anos, num conflito que iria deixar mais de 20 milhões de mortos e fazer desaparecer quatro impérios no Velho Continente.

A Confraria Marítima de Portugal tem nova sede

Na sequência da decisão tomada na última Assembleia Geral, a direção Confraria Marítima de Portugal (CMP) firmou um protocolo de LER ARTIGO

Recordando o passeio no Barco Évora no dia 10 de junho de 2019

Conforme em tempo amplamente divulgado pela Direcção, a Confraria Marítima de Portugal realizou no passado dia 10 de Junho, Dia LER ARTIGO

59º Encontro da Confraria Marítima – Liga Naval Portuguesa

= EVENTO ADIADO = Jantar-debate: “A Pirataria Marítima Contemporânea” Local: Restaurante da ANL, em Belém, Lisboa Traje: passeio  (as confreiras e os confrades deverão usar os símbolos da CMP-LNP:  capa, lenço ou gravata, emblema e medalha) Data: 20 Março 2020, às 20h00 Inscrições:   mmarques@lbranco.pt (inscreva-se o mais depressa possível e no limite antes de 15 de março – pode trazer convidados) Valor da participação: 25 € (a pagar em dinheiro no local) Em 2007 o mundo acordou para um surto de pirataria no Golfo de Adén e ao largo da Somália, afetando diretamente as comunicações marítimas que ligam a Ásia à Europa. De imediato subiram os seguros e os fretes, e muitos armadores alteraram as rotas dos seus navios, com maiores custos. A comunidade internacional reagiu deslocando forças navais para a área. A pirataria marítima, que esteve adormecida durante o século XIX, ressurgia com clamor. Onde estão hoje localizados os hot spots da pirataria marítima a nível mundial? Qual tem sido o contributo da Marinha Portuguesa para o combate a este fenómeno? O que mais pode ser feito para o minimizar? No nosso próximo encontro, vamos ouvir o Cmdt. Henrique Portela Guedes falar sobre a atual situação da pirataria marítima. Para além do jantar confecionado pelo restaurante da Associação Naval de Lisboa, o programa inclui ainda a Cerimónia de Entronização dos novos confrades: José Inácio da Costa Lopes – Comandante da Caravela VERA CRUZ André Marques Pereira – Prémio melhor aluno do Curso de Mestrado em Pilotagem da ENIDH, oficial da Marinha Mercante de Portugal A NÃO PERDER! Agradece-se aos Confrades que pretendam adquirir Capa, Gravata ou Lenço, o favor de assinalar com antecedência essa intenção.

Homenagem ao Almirante Nuno Gonçalo Vieira Matias

Programa: Elogio do Homenageado pelo Vice-almirante Henrique Alexandre da Fonseca Conferência “A Europa e o Atlântico – crises em Terra e oportunidades no Mar”, pelo Vice-almirante António Rebelo Duarte O Almirante Nuno Gonçalo Vieira Matias licenciou-se em ciências militares navais na Escola Naval, em 1961.Serviu em Angola, 1961/63 e combateu na Guiné, como Comandante do Destacamento N.º 13 de Fuzileiros Especiais, de 1968 a 1970. Desempenhou, entre outras, as funções de professor da Escola Naval, em acumulação com as de Director do Laboratório de Explosivos, e de professor do Instituto Superior Naval de Guerra. Além da formação em escolas nacionais, frequentou, ao longo da carreira, em países NATO, uma dezena de cursos, entre os quais o de promoção a almirante, no Naval War College, nos EUA, no ano lectivo 1988/89. Nos postos de almirante, foi Subchefe do Estado-Maior da Armada, Superintendente dos Serviços do Material, Comandante Naval em acumulação com Commander-in-Chief Iberian Atlantic Area da NATO, e terminou a carreira no cargo de Chefe do Estado-Maior da Armada (1997-2002). Depois de desligado do serviço activo, foi membro da Comissão Estratégica dos Oceanos, do European Security Research Advisory Board da União Europeia, do Conselho Nacional de Educação em representação da Academia das Ciências de Lisboa, Presidente do Conselho Supremo da Liga dos Combatentes e Presidente da Academia de Marinha (2009- 2016). É membro emérito da Academia de Marinha, membro efectivo da Academia das Ciências de Lisboa (ACL), membro de mérito da Academia Portuguesa da História, membro do Conselho de Honra do ISCSP, presidente do Conselho Supremo da Sociedade Histórica da Independência de Portugal, Vice-presidente da Direcção da Sociedade de Geografia de Lisboa, administrador por parte do MDN da EDISOFT, Defense & Aerospace Thechnologies e Curador da Fundação “Oceano Azul”. É professor convidado do Instituto de Estudos Políticos da Universidade Católica Portuguesa e autor … Continue reading “Homenagem ao Almirante Nuno Gonçalo Vieira Matias”